Resenhas

Resenha: O jogo: A bíblia da sedução – Neil Strauss

Você sabia que existem pessoas que tem como profissão de vida conquistar mulheres? Se não sabia, “O Jogo: A Bíblia da Sedução” do Neil Strauss irá te mostrar que sim, isto é possível.

Em resumo, “O Jogo – A Bíblia da Sedução” é uma autobiografia da vida de Neil Strauss, um escritor e jornalista norte-americano que dedicou uma parte de sua vida ao estudo da sedução. O seu objetivo era simples: aprender a seduzir as mulheres e finalmente deixar de ser um “tolo frustrado médio”. Porém, este simples objetivo com o tempo acabou tornando-se a sua profissão, cuja tarefa era ajudar outros caras a também seduzir garotas que eles jamais conseguiriam seduzir.

Desse modo, se você caiu de paraquedas nesta resenha do livro “O Jogo – A Bíblia da Sedução” do Neil Strauss visando entender mais sobre o livro antes de comprar, você está no lugar certo.

Mas se você quer apenas relembrar os principais tópicos do livro, você também está no lugar certo.

Esta resenha sobre “O Jogo – A Bíblia da Sedução” do Neil Strauss focará em resolver as seguintes questões:

  • Entender o tema central da obra
  • Saber um resumo geral dos assuntos do livro
  • Te ajudar a tomar uma decisão em relação a ler ou não o livro
  • Identificar os assuntos destaques da obra
  • Resumir as principais lições do livro

Portanto, fique até o final desta resenha do livro “O Jogo – A Bíblia da Sedução” do Neil Strauss para saber tudo o que este livro incrível tem a oferecer para você que está em busca de entender a mente feminina.

Qual o tema central do “O Jogo: A Bíblia da Sedução”?

Como dito no início deste blog, “O Jogo – A Bíblia da Sedução” do Neil Strauss com mais de 2,5 milhões de cópias vendidas, é um livro pautado nas experiências pessoais de Neil Strauss com a comunidade dos artistas da sedução.

Dessa forma o autor vai explicar tanto a sua história de superação em relação às mulheres, quanto a forma como ele profissionalizou o que era para ser apenas um hobby.

Ou seja, existe um misto entre dicas de sedução e histórias pessoais no livro, sendo elas do próprio Neil Strauss ou de terceiros.

Em suma, O Jogo acaba sendo 80% histórias e 20% dicas aplicáveis.

Isso porque o autor explica uma técnica ou um conceito no livro, e passa a maior parte do tempo falando sobre as suas caçadas em boates utilizando estas técnicas.

Neil Strauss também costuma contar no livro os aprendizados e experiências de outras pessoas que também compartilhavam as suas experiências com a comunidade dos artistas da sedução pela internet ou workshops.

Portanto, é bom ter em mente que ao ler este livro você estará apenas usando-o como porta de entrada para entender sobre sedução, e não como um guia completo da sedução.

Por que ler “O Jogo: A Bíblia da Sedução”

É muito difícil definir um motivo específico para se ler um livro, uma vez que as experiências de uma obra podem variar de pessoa para pessoa.

Dessa forma, é válido dizer que este livro vale a pena sim ser lido, pois ele é uma boa introdução ao mundo da sedução.

Porém, o público que este livro agrada são aquelas pessoas que estão interessadas em realmente entender sobre os pormenores do mundo da sedução.

Enquanto que as pessoas que buscam dicas rápidas sobre sedução podem acabar se frustrando com as inúmeras histórias que Neil Strauss insere no livro.

Isso porque apesar do livro abordar técnicas que você pode só “copiar e colar”, ele não se resume a isso.

“O Jogo” do Neil Strauss também ensina diversos conceitos atemporais sobre sedução que podem ser de extrema valia para o leitor.

Porém, vale ressaltar novamente que será 20% ensino e aplicação das técnicas e 80% histórias sobre o autor/comunidade dos artistas da sedução.

Mas em resumo, se você:

  • Gosta de entender conceitos e vê-los aplicados na prática
  • Costuma ler autobiografias
  • Não sabe nada de sedução
  • Quer entender de forma sistemática como seduzir alguém
  • Adora boas histórias com pitadas de humor e drama durante a leitura

Este livro é perfeito para você.

Capítulos de “O Jogo: A Bíblia da Sedução”

Capítulos de O Jogo A Bíblia da Sedução Neil Strauss

10 lições do livro “O Jogo – A Bíblia da Sedução” do Neil Strauss

Agora que você entendeu o tema central do O Jogo do Neil Strauss e também sabe exatamente porque deveria ler o livro, hora de conhecer as lições do livro “O Jogo – A Bíblia da Sedução” do Neil Strauss.

Vale lembrar que tudo o que está sendo abordado aqui jamais substitui a leitura do livro na íntegra.

Logo, a ideia é que você apenas saiba de antemão o que há no livro, ou revise alguns ensinamentos do mesmo caso já o tenha lido.

Portanto, vamos para as ideias e reflexões do livro!

1) A sedução é um processo linear

Uma das primeiras coisas que Neil Strauss aprendeu foi que a sedução é um processo linear.

Através do seu primeiro professor de sedução, o Mystery, Neil Strauss aprendeu que a sedução é baseada no “ECAC”.

ECAC é um acrônimo para “Encontre, Conheça, Atraia e Conclua”

Ou seja, para atrair uma mulher você primeiro precisa encontrar (escolher) o alvo, conhecê-la através de uma primeira abordagem, atraí-la a ouvir o que você tem a falar e concluir se relacionando intimamente com ela.

Vale lembrar que este livro foca na sedução cujo ambiente são baladas e festas, logo as mulheres já esperam ser abordadas e seduzidas.

O que vai convencê-las ou não de escolher um determinado parceiro está no quão convincente ele é frente aos demais do mesmo ambiente.

Portanto, caso você esteja buscando dominar uma sedução mais focada na criação de vínculos duradouros com uma pessoa, “O Jogo” do Neil Strauss não será o mais indicado.

Livros como “A Arte da Sedução” do Robert Greene explicam melhor sobre este tipo de sedução baseada na criação de vínculos emocionais nos mais diversos ambientes.

Por fim, Neil Strauss entende que a sedução além de ser um processo linear, é um processo no qual você precisa estar sempre quebrando objeções.

Estas objeções podem vir tanto do seu alvo, quanto das pessoas que rodeiam o seu alvo.

Isso porque fica claro no livro que é quase impossível abordar um alvo sem ter que lidar com os seus amigos e amigas, principalmente na balada.

O bom sedutor não só seduz o alvo, como também seduz o grupo de amigos do alvo.

2) Use os “NEG's” para deixar uma mulher doida por você

Primeiramente é importante você saber nesta resenha do “O Jogo” do Neil Strauss que nenhuma mulher gosta de homens de baixo valor.

Um exemplo disso é o erro que muitos caras cometem ao dar muita atenção e elogios a uma mulher, idealizando que isso vai fazer com que ele a conquiste.

Na prática, o resultado dessa atitude é simples: você será extremamente anti sedutor aos olhos dela.

O motivo? As mulheres estão o tempo todo sendo abordadas por caras que nitidamente fazem e falam as mesmas coisas. Por que ela iria gostar de você que se comporta como a maioria?

A maioria dos homens só estão interessados em elogiar e agradar uma mulher visando levá-la para a cama ou beijá-la, e todas as mulheres sabem disso.

É aqui que entra a importância do NEG na hora de seduzir uma mulher que você acabou de conhecer.

O “NEG”, segundo o Mystery (professor do Neil Strauss no livro), é um insulto acidental ou um elogio sarcástico, cujo objetivo é reduzir a autoestima de uma mulher e ao mesmo tempo demonstrar ativamente uma falta de interesse por ela.

Ou seja, um NEG não é um elogio, mas também não é um insulto. Ele é um comentário que visa apenas diminuir a autoestima de uma mulher sem necessariamente deixá-la ciente disso.

Como resultado, ela fica mais receptível e aberta às investidas do sedutor que usa estas técnicas.

3) Teoria do Pavão

A princípio a “Teoria do Pavão” diz respeito ao uso de roupas e adornos extremamente chamativos aos olhos, visando chamar a atenção do sexo oposto.

Esta é uma teoria idealizada por Mystery, professor de Neil Strauss na história contada no livro.

A ideia por trás da teoria é que para atrair as fêmeas mais desejáveis da espécie, é preciso se sobressair de um modo cintilante e colorido.

Portanto, é aqui que entra o papel importante das roupas extremamente coloridas e adornos que chamem a atenção.

4) A Lei dos 3 Segundos

Você já se sentiu inseguro ao falar com uma mulher pela primeira vez?

Não é incomum que homens fiquem inseguros ao falar com uma mulher, e no “O Jogo” do Neil Strauss este problema também é citado.

A princípio “A Lei dos 3 Segundos” diz basicamente que um homem deve identificar e abordar uma mulher em no máximo 3 segundos.

Caso ele não faça isso, pode acontecer duas coisas:

  1. A mulher vai considerá-lo como um tarado por ficar apenas encarando ela
  2. O sedutor ficará pensando demais na abordagem e acabará ficando nervoso

Em outras palavras, você só vai ficar olhando para o seu alvo e nada fará graças ao nervosismo.

Portanto, é fundamental que ao identificar o seu alvo você já tome a atitude de abordá-la e inicie a interação sem pensar muito nos detalhes.

5) Use o gatilho mental da aprovação social ao seu favor

Umas ferramentas exploradas pelo Neil Strauss na hora de seduzir uma mulher é o gatilho da aprovação social.

O gatilho mental da aprovação social basicamente presume que as pessoas vão se comportar de acordo com o que o grupo em que ela está inserida se comporta.

A importância deste gatilho, conforme explica Neil Strauss, está no fato de que as mulheres frequentemente estão julgando o valor de um homem com o objetivo instintivo de sobreviver e multiplicar a espécie.

Dessa forma, Neil Strauss se aproveitava desta técnica de inúmeras maneiras.

Desde uma amiga bonita que o acompanhasse na abordagem com o intuito de gerar prova social para o Neil Strauss.

Ou até mesmo na preocupação em criar amizade com os amigos do alvo em questão, visando isolá-lo dos seus amigos sem levantar suspeitas ou resistências, já que todos do círculo social do alvo confiam em Neil Strauss (e o alvo também confiará por tabela).

Um exemplo prático do gatilho da aprovação baseado nas ideias do livro “O Jogo” do Neil Strauss é a pré-seleção.

A pré-seleção acontece quando o sedutor demonstra que é desejado por outras pessoas de um determinado ambiente.

Por exemplo, quando o mesmo é visto com uma mulher atraente, ou ao receber atenção e elogios de outras garotas.

6) Preste atenção aos “Indicadores de Interesse” (IDI's)

“Indicador de Interesse” ou “IDI” no O Jogo do Neil Strauss significa um conjunto de sinais que uma mulher pode te dar que pode vir a significar um interesse genuíno em ter algo a mais com você.

Os IDI's, conforme é explicado no livro, são utilizados para o procedimento de troca de fase.

São alguns exemplos de IDI's:

Exemplo de IDIs O Jogo Neil Strauss

Mas não se limita a apenas estes, pois IDI's podem ser interpretados pela percepção do sedutor do que é ou não é um sinal de interesse.

Desse modo, é bom filtrar e tomar todos os cuidados possíveis para não confundir IDI's com simples gestos e atitudes normais da outra pessoa.

Por fim, no livro é explicado que você deve considerar pelo menos 3 IDI's antes de fazer o procedimento de troca de fase.

7) Procedimento de “troca de fase”

O procedimento de “Troca de Fase” é basicamente o momento em que o sedutor inicia uma série de atitudes que visam a criação de uma conversa, contato ou linguagem corporal mais lentos e de maior teor sexual.

O objetivo final da troca de fase é preceder uma tentativa de beijo no seu alvo.

Desse modo, é fundamental que você já tenha criado um vínculo com o seu alvo, e não só criado o vínculo como também ter observado pelo menos 3 IDI's, conforme recomendado pelo Mystery a Neil Strauss no livro.

Para entender melhor sobre o procedimento da “troca de fase” apresentado nesta resenha do livro “O Jogo” do Neil Strauss, eu recomendo fortemente que você leia o livro na íntegra.

Pois, além da experiência do livro na íntegra ser melhor, o procedimento da “troca de fases” é melhor compreendido através de contextos e exemplos.

E nesse quesito, Neil Strauss é impecável ao explicar esta técnica em específico através dos seus exemplos pessoais reais em campo.

8) Para conquistar, você tem que estar disposto a perder

Uma outra dica do “O Jogo” do Neil Strauss é que para você conquistar uma mulher, você tem que estar disposto a perdê-la também.

Em outras palavras, durante um flerte, você tem que ter em mente que se caso tudo der errado e ela não seja seduzida por você, está tudo bem.

Isso porque segundo Neil Strauss, quanto maior o seu medo de perder uma mulher, mais anti sedutor você será.

Desde o que você fala até os seus comportamentos, tudo o que você fizer para conquistar uma mulher com o medo de perdê-la fará você agir como alguém carente, chato, grudento, desinteressante e totalmente repudiante.

De acordo com Robert Greene (2013, p. 49), o autor complementa esta ideia do Neil Strauss ao dizer no livro “A Arte da Sedução” que:

“É preciso primeiro compreender uma propriedade importantíssima do amor e do desejo: quanto mais óbvia for a sua perseguição, maior a probabilidade de você estar afugentando a sua presa. Excesso de atenção pode ser interessante por uns tempos, mas logo começa a ficar enjoativo e finalmente se torna claustrofóbico e assustador. É sinal de fraqueza e carência, uma combinação nada sedutora”.

Robert Greene – (Greene, 2013, p. 49)

Portanto, evite ao máximo este sentimento de escassez que uma mulher pode ter sobre você, pois ele diminuirá drasticamente as suas chances de sucesso com as mulheres.

9) Quanto mais mulheres você seduzir, mais fácil será seduzir

Por fim, é importante dizer nesta resenha do livro “O Jogo” do Neil Strauss que quanto mais mulheres você abordar com o intuito de seduzi-las, melhor você irá ficar.

O próprio Neil Strauss teve que errar inúmeras vezes durante a história contada no livro para que ele conseguisse se tornar um artista da sedução referência na comunidade.

Desse modo, se você deseja aprender a seduzir mulheres, o segundo passo que você tem que dar depois de ler o livro é praticá-lo.

Tente pôr sempre em prática os conhecimentos do livro, pois boa parte do aprendizado na sedução vem da prática.

Logo, sempre se exponha a necessidade de abordar garotas e seduzi-las usando as dicas do livro.

10) Não viva para seduzir mulheres

Na metade final do livro “O Jogo” do Neil Strauss (2018, p. 444), o autor apresenta ao leitor uma forma genuína de se tornar alguém mais atraente:

“O melhor jeito de conquistar uma mulher é ter algo melhor a fazer do que conquistar uma mulher. Alguns caras desistem de tudo — estudos, trabalho e, mesmo, da namorada — para aprender o jogo. Mas são essas coisas que nos fazem seres completos e intensificam nossa atratividade para o sexo oposto. Então coloque outra vez sua vida em equilíbrio.”

Neil Strauss – (Strauss, 2018, p. 444)

Dessa maneira, é impossível se tornar um ser humano interessante com um propósito satisfatório de vida vivendo à base de beijar mulheres até o clímax de levá-las para a cama.

As mulheres vão notar o quão vazio e desinteressante você é no médio prazo, e com certeza as suas tentativas de seduzir alguém ficarão cada vez mais difíceis.

Conclusão

A autobiografia do Neil Strauss é excelente para as pessoas comuns que estão começando a se interessar pelo mundo da sedução feminina.

Através dos vários exemplos teóricos, e principalmente práticos, o autor conseguiu criar uma obra muito valiosa e interessante de ler.

Pois, o livro não só se baseia em dicas ou histórias sobre como o autor é extremamente bom em seduzir.

Além disso, tenho certeza que através desta resenha do livro “O Jogo” do Neil Strauss você pode tomar a decisão de comprar o livro para ler.

Ou até mesmo pode relembrar os principais ensinamentos.

De todo caso, a melhor opção ainda será você ler o livro na íntegra para uma melhor experiência com o livro como um todo.

Caso decida ler o livro, desejo a você uma boa leitura com muitos aprendizados relevantes para a sua vida!

Referências

Referências

GREENE, Robert. A Arte da Sedução: Edição Concisa. Tradução: Talita M. Rodrigues. 1. ed. Rio de Janeiro: Rocco Digital, 2013. 241 p. ISBN 978-85-8122-239-4.

LAMONT, Tom. Neil Strauss: ‘My thinking was: If this woman’s going to be naked with me – I must be OK. It doesn’t last’. 10 de out. de 2015. The Guardian. Disponível em: https://www.theguardian.com/lifeandstyle/2015/oct/10/neil-strauss-the-game-book-truth Acesso em: 24/02/2023

STRAUSS, Neil. O Jogo: A Bíblia da Sedução. Tradução: Mauro Pinheiro. 2. ed. Rio de Janeiro: BestSeller, 2018. 668 p. ISBN 978-85-465-0108-3.

0 0 votos
Avalie o artigo
Ver mais

Carlos Gomes

Estou terminando meu bacharel em administração, sou especialista em investimentos (CPA-20, Anbima) e além de tudo um leitor de livros polímata.
Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
OurZ logo sem fundo SVG

Quer ser mais inteligente que a média?

Inscreva-se para receber conteúdos sobre autodesenvolvimento, livros técnicos e muito mais no seu email e Telegram!
OurZ logo sem fundo SVG

Quer ser mais inteligente que a média?

Inscreva-se para receber conteúdos sobre autodesenvolvimento, livros técnicos e muito mais no seu email e Telegram!